Falta de vitamina D: descubra os sinais

A fragrância mais icónica celebra o seu 30º aniversário
15 de Dezembro, 2022
Neste Natal ofereça em segunda mão
15 de Dezembro, 2022

Falta de vitamina D: descubra os sinais

A carência em vitamina D é uma das mais comuns e pode chegar a afetar a saúde óssea, cardiovascular e capilar.

Dá-se o início do inverno, recebemos de braços abertos as baixas temperaturas e as nuvens de tons pálidos, para dizer adeus aos raios de sol que aprovam as mangas curtas e escurecem a pele desnuda. O conforto encontra-se agora em casa e o corpo grita por vitamina D, e nós, muitas vezes, nem damos por isso. A deficiência de vitamina D é das mais comuns, chegando a afetar entre entre 30 e 60% da população no sul da Europa.

É bem conhecido que a exposição ao sol é a maneira mais fácil de estimular a produção de vitamina D no organismo, uma vez que os raios ultravioleta promovem a síntese da hormona responsável por ela. Acredita-se que 15 a 30 minutos ao sol é suficiente para que o corpo produza a quantidade de que necessita.

Se não consegue apanhar sol, seja porque é inverno ou porque está particularmente atento aos efeitos nocivos dos raios UV e tenta evitá-los quanto possível, uma boa alimentação, conjugada com suplementos, ajudá-lo-ão a manter um nível adequado de vitamina D no seu corpo.

A maioria das pessoas precisa entre 600 e 800 U.I. (unidades internacionais) de vitamina D por dia, mas há casos em que a necessidade é maior – por exemplo, pessoas que raramente se expõem ao sol e idosos.

Para que serve?

A vitamina D desempenha um papel importante em vários processos metabólicos – é essencial para manter os ossos fortes, uma vez que promove a absorção de cálcio e fósforo; mantém o coração, o sistema cardiovascular e a tireóide saudáveis, e ajuda a reduzir a inflamação e a controlar infeções. Conheça os avisos que o nosso corpo nos dá quando nos falta vitamina D:

1- Fadiga

Um dos sintomas mais comuns de carência grave de vitamina D é a sensação de fadiga crónica, profunda e irreparável. Mas o oposto também acontece: aqueles com um excesso de vitamina D podem sobre de fadiga recorrente. A suplementação de vitamina D deve, portanto, ser sempre prescrita por um médico e controlada por análises sanguíneas.

2- Dor e Fraqueza Muscular

Vários estudos têm demonstrado existir uma correlação entre dores e fraquezas musculares frequentes e a deficiência de vitamina D.

3- Dores nos ossos e articulações

Em caso de carência grave de vitamina D, um dos componentes essenciais de absorção de cálcio, podem surgir sintomas como dores nos ossos e articulações e aumento da fragilidade.

4- Queda de cabelo

A vitamina D é essencial para um cabelo saudável, e acelera também a sua taxa de crescimento. Portanto, a falta de vitamina D pode causar a queda de cabelo e retardar o seu crescimento, uma vez que interrompe o ciclo de vida do folículo.

5- Ficar doente com frequência

A deficiência de vitamina D está associada a um sistema imunitário fraco. Portanto, se adoece frequentemente e não sabe porquê, pode ser devido à falta de vitamina D.

6- Depressão, ansiedade e alterações de humor

Embora ainda não existam estudos ou investigações que garantam que a falta de vitamina D possa causar depressão, a comunidade científica concorda que um organismo carente em vitamina D tem de trabalhar mais na execução de tarefas – o que pode levar à fadiga e, consequentemente, alterações mentais e hormonais.

Ver mais sobre Lifestyle aqui.

Lexus LC Cabrio NewWoman Portugal
Lexus LC Cabrio NewWoman Portugal
Lexus-LC-Cabrio_NewWomanPT_Leaderboard
Lexus-LC-Cabrio_NewWomanPT_Leaderboard