As lições de maquilhagem que ‘Emily in Paris’ nos deixou esta temporada

Como perder os excessos do Natal? 5 dicas para seguir  
27 de Dezembro, 2022
As 5 receitas imperdíveis de sumos detox pós-Natal 
28 de Dezembro, 2022

As lições de maquilhagem que ‘Emily in Paris’ nos deixou esta temporada

Desde a simplicidade francesa ao vermelho nos lábios, descubra quais os melhores truques de maquilhagem em ‘Emily In Paris’.

Ainda mal estrearam os novos episódios de ‘Emily in Paris’ e já se começam a apanhar os pequenos ensinamentos que a comédia romântica nos vai deixando. Sejam lições de moda, relacionamentos ou maquilhagem, o mundo de Emily tem sempre algo novo para nos mostrar, e nós agradecemos!

Segundo a análise da maquilhadora da série, Aurélie Payen, à Vogue Espanha, a emigrante preferida da Netflix apresenta-se ao mundo com mais auto-confiança do que nunca: “Emily sabe o que quer, e tem de tomar decisões na sua carreira e na sua vida pessoal”, refletindo-se nos seus looks.

A elaboração do look de cada personagem depende muito de quem são e da bagagem que carregam. Por exemplo, segundo Payen, Sylvie representa o retrato perfeito de uma “parisiense elegante, alguém que sabe viver sozinha, que não precisa de ninguém”, traduzindo-se numa maquilhagem “simples, natural e de classe”, com tons de rosa pálido, pele hidratada e pestanas falsas disfarçadas.

Veja quais os truques de maquilhagem ‘a la francesa’ que nos deixa ‘Emily in Paris’:

Pele bonita em primeiro lugar

Para Aurélie Payen, cuidar da pele é prioridade, independentemente do sexo. O “ritual” é sempre o mesmo: começa por aplicar a máscara da Current Body LED Light Therapy – que podemos ver Emily a usar logo na cena de abertura da nova temporada -, seguida pelos discos de olhos da Talika, o tónico facial da Payot, finalizando com o creme hidratante da Augustinus Bader.

A lição-chave que Payen nos deixa para um look verdadeiramente parisiense é ter uma tez natural, que pareça não ter nenhum produto de maquilhagem.

Um lábio ousado

“É muito francês usar vermelho nos lábios” diz Aurélie Payen. No entanto, quando se aposta numa boca mais carregada, os olhos têm de ser mais subtis. No caso de Emily, esta terceira temporada é marcada pela sua franja flamboyant dos anos setenta, pelo que todo o resto da maquilhagem teria de ser atenuado. Como pode reparar, o olhar de Emily aparece com um aspeto muito natural, apenas realçado com rímel, e mais coerente com o estilo francês.

Os tons nude

Outro truque bastante característico dos franceses é o uso dos tons nude, sendo que, segundo Payen, o objetivo é realçar as características que nos tornam únicos, em vez de as esconder. “Sabemos muito bem como tirar o melhor partido de nós próprios. O visual francês preza por uma maquilhagem minimalista – pele natural, base leve e correctivo – e apenas oculta pequenas coisas.” revela a maquilhadora de ‘Emily In Paris’. A personagem de Camille encarna precisamente este tipo de look.

Pestanas falsas (mas disfarçadas)

Ao contrário das pestanas falsas a que estamos habituados, as parisienses são quase imperceptíveis. No caso de Sylvie, Payen optou por aplicar uma linha fina de lápis castanho ou preto, e pestanas individuais de diferentes comprimentos. O objetivo é obter um efeito mais comprido e volumoso, mas mantendo a naturalidade.

Um pouco de bálsamo labial ou um batom nude é o suficiente para terminar o look pois, segundo a maquilhadora, “se enfatizar as pestanas, a boca tem de ser mais discreta”.

Há sempre espaço para arrojar

“Quando se trata de maquilhagem, adoramos [os franceses] tudo”, o papel da artista Mindy permitiu a Payen explorar mais aspectos experimentais. “Foi com ela que me pude divertir mais, está sempre a usar eyeliners coloridos e gráficos malucos, está sempre pronta para subir ao palco”.

Ver mais sobre Beleza aqui.

Lexus LC Cabrio NewWoman Portugal
Lexus LC Cabrio NewWoman Portugal
Lexus-LC-Cabrio_NewWomanPT_Leaderboard
Lexus-LC-Cabrio_NewWomanPT_Leaderboard