5 sugestões de geladarias para os dias quentes

Praia portuguesa está entre as 25 melhores praias do mundo
5 de Maio, 2023
Estas são as novas embaixadoras da Dyson
5 de Maio, 2023

5 sugestões de geladarias para os dias quentes

Fim-de-semana à porta e a New Woman recomenda uma visita a esta geladarias para um lanche diferente.

Qual é coisa qual é ela que refresca e é deliciosa, sobretudo nos dias quentes de verão? Sim, são gelados. Com diversos tamanhos e feitios, continuamos a maravilhar-nos com as bolas, que podem vir em copo ou em cone ou com a criatividade mais aguçada por parte de algumas marcas que têm trocado o formato de bola tradicional, por uma rosa ou um rolo.

Com os dias quentes já tomados como garantidos em pleno mês de abril, a New Woman reuniu cinco sugestões de geladarias para comer gelados deliciosos.

Hey Mate

O conceito é jovem e descontraído mas atrai todo o tipo de pessoas. Das Ilhas Gilli, na Indonésia, dois amigos trouxeram a ideia e a técnica para Portugal: fazer gelados artesanais de rolinho (ice rolls), no momento e à frente do cliente, constituindo-se como um “espetáculo”.

À marca António e Ricardo, deram o nome “Hey Mate”, uma expressão australiana para homenagear o primeiro país onde iniciaram a aventura depois de terem deixado para trás os trabalhos de escritório.

Amorino

Na Amorino não há espaço para outro tipo de gelados sem serem os famosos gelados artesanais sem corantes, aromatizantes e intensificadores de sabor.

No coração de Paris, abriram as portas pela primeira vez em 2002 para levarem os parisienses a degustarem as receitas italianas de gelado. Hoje com 21 anos de estrada e história, contam com mais de 20 sabores orgânicos e espalharam o propósito para vários cantos do mundo onde ergueram casas ‘Amorino’, incluindo em Portugal.

Têm a peculiaridade de vender os gelados em forma de rosa, já que promovem o que é natural. Além disso, todos os gelados e cones da Amorino são veganos e certificados pela Sociedade Vegana e desde 2017 que são 100% sem glúten.

Santini

Para falar dos gelados Santini é necessário recuar até 1949 quando Attilio Santini montou a mais conhecida geladaria portuguesa no Tamariz, no Estoril. Santini não era um novato nestas andanças, isto porque na linhagem familiar existia todo um percurso ligado ao fabrico de gelados. Inclusive, o seu bisavô foi o primeiro a abrir portas à primeira geladaria em Viena de Áustria.

Com o gosto desenvolvido no seio familiar, estavam reunidas as condições para fazer do Santini uma geladaria que é reconhecida até por quem não é apreciador de gelados.

A conquistar um núcleo de fãs há décadas com gelados feitos com igredientes de origem natural e apenas fruta fresca, até o Presidente da República mostrou-se rendido na passada quarta-feira, dia 3 de maio.

Quando abordado pelos jornalistas sobre a crise política em torno do ministro das Infraestruturas, descartou preocupações. “Eu estou a comer um gelado santini e as pessoas estão preocupadas?”

Com a abertura de 11 lojas entre Lisboa e Porto, hoje quem está à frente da marca portuguesa de referência de gelados artesanais é Eduardo Santini, administrador e neto de Attilio Santini, para perpetuar na família a tradição.

Nosolo Itália

Não se dedicam exclusivamente à venda de gelados, já que a carta conta com um menu variado tipicamente italiano. Mas, quer seja para sobremesa ou não, estará a comer ingredientes importados diretamente de itália. À mesa chegará assim uma taça de gelado com pedaços de fruta como se tivesse acabado de sair uma cozinha italiana.

Conchanata

O ponto de encontro é em Alvalade há mais de 70 anos e há quem ainda procure pela tradicional Conchanata, numa taça com três bolas de gelado de baunilha, uma de nata e e com cobertura de morango caseira. Mas há ainda tantas outras opções de sabor.

Os gelados italianos caseiros da Conchanata, continuam não só nas mãos da família Tarlattini, como continuam a ser artesanais. As recentes adaptações tiraram-lhe o glúten e os gelados de fruta não contêm lactose.

Se chegar a esta geladaria e a deparar-se com uma fila, faça valer-se da paciência, porque depois vai valer a pena.

Lexus LC Cabrio NewWoman Portugal
Lexus LC Cabrio NewWoman Portugal
Lexus-LC-Cabrio_NewWomanPT_Leaderboard
Lexus-LC-Cabrio_NewWomanPT_Leaderboard